Como se não houvesse amanhã

Há quem acredite em reencarnação. E há quem tenha o mínimo de senso. Desprovida de sentido lógico — e empalhada sob duvidosos argumentos espirituais — , a reencarnação é a Mega da Virada do espiritismo (generalizo, estou consciente…). Se os cristãos acenam alegremente com a vida eterna (um contrasenso, vai), a black friday dos espíritas entrega brinde mais vistoso: o eterno retorno. Não é de se admirar. Uma existência perpétua carregava lá seu apelo no século 13, época em que até um jantar parecia interminável; hoje, entre um cruzeiro no Mar Morto (ato falho) e um tour de 18 países da Europa em 31 dias, também elegeria o segundo.

  1. “Ancelotti, Luis Enrique e Guardiola são mais evoluídos que nós, como treinadores, pelos clubes em que trabalham.”

Two decades of hardcore journalism in a past life; now Digital Media PhD candidate @ University of Porto, coffee taster and vinyl aficionado

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store